SABONETE ANTIACNE GRANADO

sabonete-granado-anti-acne nacional bbb enxofre

SABONETE ANTIACNE GRANADO: uma excelente opção de sabonete facial nacional para quem tem pele oleosa e com acne. Confira a resenha abaixo!

Esse blog está muito carente de dicas de beleza, mas faz um tempo que tenho tentado consumir mais conscientemente. E acabei por repensar muito o uso de cosméticos, mas isso não significa que abandonei todos os meus produtos de beleza. Reduzi bastante, mas alguns produtos são indispensáveis para mim, então como consumir responsavelmente?

LEIA TAMBÉM: DITADURA DA BELEZA, QUEM MANDA?

Ainda não cheguei ao modelo de consumo ideal, mas tenho preferido marcas nacionais, que presam por produtos naturais e mantém as tradições e o compromisso socioambiental. Foi por isso que assim que meu sabonete Clean and Clear da Johnson’s que durou horrores acabou eu decidi testar o sabonete Antiacne da Granado.

Leia Mais

UM TEXTO SOBRE FAZER COISAS INÚTEIS E SER FELIZ

Eu estava no meio de uma aula a respeito da utilidade da arte quando ouvi a frase que me fez ter uma nova perspectiva:

“qual é a função da arte? Nenhuma, ela é inútil”.

Estou a mais de uma semana pensando sobre isso e percebi que mesmo indo contra toda a lógica contemporânea, talvez o grande segredo da vida não seja encontrar o seu proposito e sua finalidade no mundo.

“Tempo é dinheiro” é a lógica do mercado e mesmo sem querer eu cresci, formei meu caráter nesse sistema. Sempre vivi em função de produzir algo, quase nunca passo tempo atoa ou fazendo algo só por fazer, pois me sinto culpada de “gastar” meu tempo com coisas que não me trarão retorno. Dizem que é espirito empreendedor, mas talvez não seja.

O resultado até agora está mais para decepção, angústia, ansiedade e insegurança do que para alegria, satisfação e orgulho.

Ao empreender em algo você espera o retorno, mas ele nem sempre vem, as vezes quem vem te visitar é a decepção; o mesmo acontece com a angústia e insegurança, elas vêm acompanhadas da dúvida sobre a nossa capacidade; e a ansiedade vem para piorar a situação. É uma prisão.

Tenho visto esse aprisionamento acontecer repetidamente no meio criativo e também acadêmico, mas ao mesmo tempo, trabalhando com conteúdo para internet, vejo a mágica da originalidade acontecer com quem está comprometido apenas em se expressar.

É a arte pela arte.

Por que você faz aquilo que não precisa ser feito? Por que você persiste nisso?

O que você faz e que não precisa ser feito talvez seja inútil aos olhos dos outros, mas se isso te faz sair do lugar comum, da caixinha ou da zona de conforto; se é o que te faz sair da inércia; se é o que te faz encontrar tempo, recursos e força para fazer, isso faz parte da sua essência.

É o lugar da felicidade que permite se encontrar consigo mesmo.

Talvez a cereja do bolo da vida é fazer coisas inúteis, talvez a cereja do bolo seja inútil.

Texto original publicado em https://medium.com/@talitabotelho

Leia Mais

CONSELHOS PARA MIM MESMA

Qual conselho você daria para você de 10 anos atrás?

Quando chegamos a certa idade, não dá para fazer corpo mole com a vida. Não existe essa de “deixa a vida me levar”, você precisa tomar a rédea do futuro e seguir em frente.

Se eu pudesse mandar um recado para a Talita de 10 anos atrás com certeza seriam esses 5 conselhos!

Não posso voltar ao tempo, mas posso talvez fazer diferença na vida de alguém! Leia com carinho!

conselhos que eu daria para mim mesma

#1 – Não dê ouvidos para quem te desmotiva

Quando se é uma adolescente criativa e inquieta as nossas ideias e formas de passar o tempo são diferentes dos adolescentes normais. Sendo assim qualquer ideia que eu tinha era – as vezes ainda é – acompanhada da seguinte frase: “Você é doida”. Essas três palavras tóxicas me faziam questionar minhas ideias e sempre acabava desanimando de um projeto ou outro.

Hoje eu olho para trás e vejo que eram ótimas ideias, algumas eram bem inovadoras e outras eram práticas e tinham a possibilidade de crescimento, mas o fato de acreditar que é muito nova para tal tipo de responsabilidade faz você se julgar com incapaz.

Escute você mesma e nunca duvide de sua capacidade!

 

#2 – Ficar na rua vagabundando com os colegas não vale suas notas baixas

Ficar na rua conversando e jogando conversa a fora com os colegas era o que eu mais gostava de fazer. Com certeza isso era muito mais interessante do que sentar e estudar, minhas notas eram baixas, mas eu nem me importava. O que eu queria era aproveitar, isso foi ótimo para minha inteligência social, mas sentar e me esforçar para estudar, ainda que fosse algo além do conteúdo escolar, teria feito toda a diferença na minha vida hoje.

A escola é chata? Escolha alguma coisa para estudar e se dedique a isso!

 

#3 – Leia os clássicos

Não leia os 12 volumes da coleção Gossip Girls, a série irá mudar quase todo o roteiro mesmo! Ler os clássicos da literatura com certeza é muito mais proveitoso, afinal de contas, nenhum clássico se torna clássico por mero acaso.

Ilíada, A República, A Arte da Guerra, O Príncipe, Dom Quixote, Hamlet, Os Sofrimentos do Jovem Werther, O pequeno príncipe, Em busca do tempo perdido, Os Miseráveis, O Conde de Monte Cristo, As Flores do Mal, A Comédia Humana, além de Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa e Machado de Assis.

Essas literaturas parecem tão distantes, mas falam mais sobre a humanidade e sobre si mesmo do que você pode imaginar. É uma experiência única que só um clássico pode oferecer.

Os clássicos oferecem uma noção da realidade humana que atravessa as barreiras do tempo.

 

#4 – Guarde o seu dinheiro

Ter uma reserva financeira pode ser o fator determinante entre fazer algo incrível com total liberdade todos os dias e trabalhar para enriquecer outras pessoas. Por isso coloque na balança tudo o que parece ser super interessante e necessário e lembre-se que o dinheiro gasto nunca mais volta.

Se organizar o quanto antes para ter um fundo financeiro é o melhor que se pode fazer.

 

#5 – Garotos não são tão importantes assim

Não mesmo! Geralmente eles irão te fazer sentir insegura, sem importância e até ficarão com sua melhor amiga.

O segredo é avaliar! Pense assim: “eu sentiria vergonha de ter me envolvido com essa pessoa no futuro?” Se sim, pula fora!

Sua prioridade deve ser sempre ser você!

Imagem

Leia Mais

DITADURA DA BELEZA: QUEM MANDA?

Quantos produtos de beleza você usa por dia?

Só hoje eu usei os seguintes produtos:

Sabonete facial
Hidratante para a área dos olhos
Hidratante facial
Filtro solar
Hidratante labial
Base
Corretivo
Pó facial
Blush
Máscara
Desodorante
Hidratante para mãos
Base para as unhas com alho e cravo
Demaquilante
Shampoo
Máscara de hidratação nos cabelos
Condicionador
Sabonete corporal
Sabonete intimo
Leave-in
Bepantol
Gel anti-acne
Hidratante corporal
Talco

24 cosméticos usados em apenas 1 dia! Se alguém viesse me contar que usa 24 tipos de cosméticos diariamente eu iria achar a pessoa insana! Sério!

Além dos itens listados, eu as vezes ainda uso óleos, descolorante, cremes depilatórios, muitas outras maquiagens, máscaras faciais, esfoliantes, esmaltes e com certeza mais várias coisas que eu não estou lembrando agora.

Quero ressaltar que eu não faço a menor ideia dos componentes da maioria desses produtos! Você conhece os componentes dos produtos que tem usado?

Se eu consegui colocar uma pulga atrás da sua orelha, aconselho assistir ao vídeo “The Story of Cosmetics“:

Além da questão dos componentes químicos, também estou me perguntando de onde surgiu a necessidade de usar todos esses produtos: é a necessidade do meu corpo ou de um incentivo externo?

Certamente, eu uso muitos produtos pelos “benefícios” que me trazem, mas convenhamos que a indústria dos cosméticos consegue impor tendências de comportamento de consumo sem que percebamos.

Então, o que é necessidade real e demanda pré-fabricada de consumo?

Geralmente funciona assim: você percebe a necessita de um produto, chega à loja, farmácia ou mercado e compra. Não é mesmo?

ditadura da beleza economia comercio marketing ideal de beleza

Você pode achar que os produtos de belezas servem para sanar problemas, eu também já achei isso, mas na verdade a indústria cosmética cria os problemas, usa a mídia para difundir a sua existência e coloca a solução dessa “dor” à venda em forma de produto.

Segundo a Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), nós, as brasileiras, ocupamos a terceira posição no ranking mundial de consumidoras de cosméticos.

Em 2013 a indústria brasileira de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos movimentou 43 bilhões de dólares* e quando a Abihpec fala em indústria ela se refere à, basicamente, 4 conglomerados: Nestlé, P&G, Unilever e Johnson & Johnson.

Se esses quatro conglomerados são capazes dominar todo o mercado, eles são capazes de criar demanda de consumo também!

Na ditadura da beleza quem manda são as grandes companhias de cosméticos!

A ditadura da beleza é um condicionamento ideológico promovido pelos meios de comunicação à serviço das grandes indústrias de cosméticos, higiene pessoal e perfumaria. Nós adotamos esse ideal e consumimos produtos para tentar chegar à esse ideal inacessível.

Quem não quer estar na moda? Quem não quer estar bonita como as modelos e celebridades?

Não faz muito tempo que Kylie Jenner se transformou em uma grande referência de beleza, sendo até o ideal de beleza de grande parte das jovens. Não há estimativas, mas acredito que as marcas de maquiagem venderam muitos, muitos mesmo, batons no tom cashmere.

Não estou aqui para dizer “parem de comprar cosméticos!”, afinal de contas, eu sou uma super consumidora e até faço resenhas de produtos aqui no blog!

Minha intenção com esse texto é promover o questionamento à respeito da ditadura da beleza!

Vamos nos perguntar “será que eu preciso mesmo desse produto?”!

 

Para ler mais:

Clique e confira as marcas que fazem parte dos grandes conglomerados que dominam o mercado!

Leia Mais

APROPRIAÇÃO CULTURAL NA MODA

APROPRIAÇÃO CULTURAL: O QUE É?

Muito tem se falado sobre a apropriação cultural no meio da moda, mas o que de fato é isso?
Segundo a Wikipedia a apropriação cultural é:

Apropriação cultural é a adoção de alguns elementos específicos de uma cultura por um grupo cultural diferente. Ela descreve aculturação ou assimilação, mas pode implicar uma visão negativa em relação a aculturação de uma cultura minoritária por uma cultura dominante. Ela pode incluir a introdução de formas de vestir ou adorno pessoal, música e arte, religião, língua, ou comportamento social. Estes elementos, uma vez removidos de seus contextos culturais indígenas, podem assumir significados que são significativamente divergentes, ou simplesmente menos sutis do que, aqueles que originalmente realizados.

Apropriação prática envolve a ‘apropriação’ de ideias, símbolos, artefatos, imagem, som, objetos, formas ou estilos de outras culturas, da história da arte, da cultura popular ou outros aspectos do humano feito visual ou a cultura não visual. Os antropólogos têm estudado o processo de apropriação cultural, ou empréstimo cultural (que inclui arte e urbanismo), como parte da mudança cultural e o contato entre diferentes culturas.

Em resumo, a apropriação cultural acontece quando uma cultura dominante, geralmente ocidental, desloca símbolos culturais de outra cultura, geralmente oriental, para um contexto onde ele adquire outro valor, na maioria dos casos ele adquire apenas valor estético. É uma re-significação elementos identitários, sem considerar sua historicidade.

Ou seja, apropriação cultural é quando se utiliza símbolos culturais, religiosos ou de resistência de uma outra cultura só porque é cool.

Muitas vezes o objeto da apropriação é visto como cool no novo contexto onde foi inserida, mas marginalizada na cultura original e esse é um dos grandes problemas da apropriação.
Um exemplo disso é quando um jovem negro usa dreadslocks, a sociedade fora do contexto cultural negro o estereotipa como, por exemplo, maconheiro e sujo, mas quando um jovem branco usa dreadslocks ele é estereotipado como hippie, cool, maneiro.
Outro exemplo é o uso de barba: por que é cool quando adotadas por hipsters e vista como um simbolo de terrorismo quando usada por homens do oriente médio?

Alguns defendem que a apropriação cultural não existe, pois a globalização tem permitido as trocas entre os povos e culturas e esse intercâmbio têm criado uma nova cultura global. Também há aqueles que consideram que a cultura pertence a humanidade em um contexto geral e por isso não pode “apropriada” já que a cultura é de todos.


APROPRIAÇÃO CULTURAL NA MODA

Apropriação cultural as vezes é chamada de referência ou inspiração e isso não acontece só na moda, e sim em ~ quase ~ todos os processos criativos: ”As apropriações, das mais diversas naturezas, são constantemente flagradas nos documentos do artista e são matéria-prima de muitos (ou talvez de todos) processos criadores” afirmou Cecília Salles em  Redes da criação: Construção da obra de arte.

Quando a moda se inspira em temáticas orientais, ela geralmente a utiliza como exótico e até mesmo primitivo. A faz pelo simples prazer estético, ignorando a importância dos símbolos apropriados para aquela cultura.

apropriação cultural moda vogue re-significação elementos identitáriosRevista Vogue Novembro 2015 –  Dreads na capa só se for em modelo loira, magra de olho azul?

A problemática da apropriação cultural na moda não para por aí! Melody Brasil Erler von Erlea em “Uso do imaginário cultural negro e apropriação cultural na moda ocidental” mostra como a apropriação da cultura afro atinge vários níveis de problemas, ela se pergunta “a que ponto uma indústria feita pela civilização exploradora pode se inspirar e se basear na cultura explorada?

Tufi Duek Outono/Inverno 2014: “O tribal com sabor africano daTufi Duek desse outono-inverno 2014 é riquíssimo em textura”, mas faltou modelos negras!

Um exemplo clássico de apropriação cultura é o uso de turbantes como adereço fashion.
Sim, os turbantes foram presentes na maioria das sociedades orientais antigas e ainda é muito presente no Oriente. Seu uso ganhou diversos significados, mas sendo o Brasil um onde os turbantes chegaram pelas mãos negras não dá para negar o significado religioso que eles possuem.

apropriação cultural moda revista vogue fevereiro de 2003Editorial “Carmem Miranda Reloaded” da edição Fevereiro 2013 da revista Vogue

Carmem Miranda se apropriou da estética da cultura negra e fez sucesso em cima de seu estilo. Esse editorial traz elementos identitários da cultura negra e parece que Carmem Miranda foi apenas um personagem para ganhar os créditos.


Ainda na dúvida sobre o que é Apropriação Cultural?

UM GUIA DE BOLSO SOBRE O QUE É E O QUE NÃO É APROPRIAÇÃO CULTURAL

TEXTO ORIGINAL EM INGLÊS | TRADUÇÃOguia de bolso sobre o que é apropriação cultural e o que não é


Meu objetivo não é dizer o que está certo e o que está errado, mas sensibilizar sobre o tema. Se você se interessou pelo tema confira abaixo outros textos com perspectivas diversas sobre o tema:

LEIA MAIS: 10 LINKS SOBRE APROPRIAÇÃO CULTURAL

 

Leia Mais

GIRLS | CENAS ILUSTRADAS

Já assistiu ao seriado GIRLS da HBO?

Passeando pelo Tumblr (me segue lá) conheci o projeto GIRLS illustrated. Como você pode imaginar o projeto reproduz em ilustrações lindinhas as cenas da série GIRLS da HBO, como sou bem fã da série fiquei completamente apaixonada!

girls hbo serie ilustração nina cosford

Assinada por Nina Cosford o projeto conta com 60 ilustrações das cenas da série.

ilustrações girls hbo nina cosford

3/4 ilustrada das personagens principais de GIRLS, qual é a sua preferida?

Confira todas as cenas ilustradas: GIRLS ILLUSTRATED

Se você não assiste GIRLS, corre que ainda dá tempo de reparar esse erro!ilustrações girls hbo nina cosford lena dunham Hannah Horvath

“estou ocupada tentando me tornar quem eu sou” Horvath, Hanna

Brincadeiras à parte, GIRLS é uma série sobre garotas inquietas em seus vinte e tantos anos tentando viver em N.Y.. Tudo isso sem deixar seus sonhos e espontaneidade morrerem.
É um retrato ácido da ambição ideológica da geração Y, ou seja, retrata os conflitos de quem passou dos 20, mas não chegou onde gostaria de estar, ou chegou e percebeu que talvez não era aquilo que queria.

Acima de tudo GIRLS é uma série sobre sonhos, a dificuldade para conquistá-los, expectativas e ilusões

girls hbo serie ilustraçãos hana jessa marnie shoshanna

Digo “inquietas”, pois Hanna, Marnie, Shosh e Jessa estão sempre almejando algo e sempre travando questões psicológicas internas: Hana almeja ser uma profissional criativa, mas quando consegue seu lugar ao sol nada parece tão ensolarado; Marnie parece ter a vida perfeita até que se perde no meio do caminho; Shoshanna tem quase 21 anos e um plano para a vida, mas nem sempre tudo acontece como ela queria; Jessa não sabe nem o que deseja, vai vivendo dia após dia. Ou seja, como nós!

A série conta com muito drama, situações completamente inusitadas e um humor ácido! Se identificou? Indico fortemente que você assista o quanto antes!

Se você já assiste e mal pode esperar pela quinta temporada como eu, confira cenas dos bastidores pelo Instagram da diretora, roteirista, produtora e protagonista Lena Dunham ou através dessa compilação no site da HBO.

Então, amou as ilustrações como eu? Já assiste a série? Me conta nos comentários!

Imagens Nina Cosford

Leia Mais

CRÔNICA | MELHOR SOZINHA

Crônica escrita por Maria Carolina*

Bruna despertou.
Olhou e não soube ao certo quem era aquele homem que dormia ao seu lado. Mesmo passando quase o tempo todo junto, aquele ali dormindo não parecia em nada com o homem por quem ela havia se apaixonado há dois anos atrás.

crônica melhor sozinha mulher pensamento relacionamento reflexão separação autonomia independencia sentimentos amor Helen Korpak

Foi uma paixão fulminante regada a vinho, mas agora parecia uma ressaca.

Dominada por uma apatia ela não quis acordá-lo, muito menos abraçá-lo, desejou fechar os olhos e desaparecer com aquele homem. Ela tentou, mas aquilo não era um sonho do qual ela podia despertar, era a vida real.

Levantou de fininho da cama, se vestiu rapidamente e saiu. Levou consigo aquilo que ela conhecia bem, seu cachorro, seu cigarro e seu diário.

Passou muito mais que quatro horas sentada dividindo sua atenção entre a paisagem, seu cachorro brincando e a leitura de seu diário. Relembrou os momentos que haviam passados juntos, alguns momentos de muito amor e cumplicidade, e também algumas fases de dor e angustia.

Se sentindo uma refém das lembranças, ela fechou seu diário e pensou em como seria sua vida sozinha, não viu nenhum problema em estar sozinha e se pegou com um sorriso no rosto.

Quando seu fiel companheiro a chamou para ir para casa ela percebeu quanto tempo havia passado.

No caminho para casa com olhar perdido se deu conta de que aquele era um bom homem para se amar, mas a pessoa da vida dela era ela mesma.

Não quis mais viver uma relação baseada no passado, onde os sentimentos ficaram na lembrança e decidiu construir um futuro só seu, onde seus sonhos e planos serão só seus

No dia seguinte acordou com um raio de sol em seu rosto e sozinha, respirou fundo e agradeceu por sua liberdade.

Sem arrependimentos seguiu a vida dedicando seu a amor a si mesma.

*Maria Carolina tem 21 anos é estudante e escreve crônicas, pois não consegue guardar todo esse sentimento

Imagem Helen Korpak

Leia Mais

ENCONTRO DE BLOGUEIROS DE JUIZ DE FORA

Em 2008 eu fiz o meu primeiro blog com a minha prima, naquela época eu já era uma consumidora feroz de internet há muitos anos, no entanto olhando para trás vejo que não fazíamos a menor ideia do que estávamos fazendo.

Aquele blog tinha uma coisa que só um blog feito com o coração tem: empatia com o público.

Em 2009 os blogs dominaram o Brasil como uma avalanche, nesse mesmo ano eu já estava produzindo conteúdo para o blog de moda de uma grande marca e criei o extinto Hours of Girls onde eu falava sobre maquiagem, cosméticos e dicas de beleza em geral.

ENCONTRO DE BLOGUEIROS DE JUIZ DE FORA 2015

Muita coisa mudou de lá pra cá e no último dia 13 aconteceu o Encontro de Blogueiros de Juiz de Fora 2015 organizado pela Helena e Camila, um evento lindo cheio de amor, muitos brindes, união e empatia entre os blogs!

ENCONTRO DE BLOGUEIROS DE JUIZ DE FORAVeja mais fotos maravilhosas da Débora Agostini

O evento reuniu blogueiros de todos os tipos e nichos, todos com muito orgulho do trabalho que exercem. Fiquei bem motivada a aprimorar o conteúdo aqui do blog.

Depois do evento fiquei pensando sobre o que era ser blogueira lá em 2008 e o que é hoje: se antes ser blogueiro profissional era um sonho distante, hoje temos prova viva de que é uma profissão que vem se consolidando cada dia mais, só não vê quem não quer!

Ser blogueira virou um sonho, virou status, virou fama, no entanto as blogueiras mais famosas trilharam um longo caminho até o reconhecimento do público, mídia e mercado.

Ser blogueira é ser persistente e acreditar no seu trabalho!

Essa é um conselho de quem está nesse caminho há um tempo e um puxão de orelha para mim mesma!

Blogs de Juiz de Fora e região que você precisa conhecer:

Leia Mais